Militar do Corpo de Bombeiros do Tocantins e seu cão conquistam Certificação Internacional de Buscas e Resgate em Área Rurall

  • 05/Dez/2019 17h09
    Atualizado em: 05/Dez/2019 às 17h13).

A equipe de cinotécnicos do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins conquistou mais uma certificação. Desta vez é o documento Internacional de Busca e Resgate em Áreas Rurais, para a cadela Sky e seu condutor, o sargento Raphael Mollo. As provas ocorreram na cidade de Xanxerê, Santa Catarina, e foram executadas pela Organização Internacional de Cães de Busca e Resgate (IRO), no final de semana passado.

O evento foi sediado pelo 14º Batalhão de Bombeiros Militar de Santa Catarina na cidade Xanxerê, e teve como árbitro, Daniel Sedlak, da República Tcheca, comandando as provas.

A equipe já havia conquistado Certificação Nacional de Cães de Busca e Resgate em Áreas Colapsadas, no mês passado, em São Luís – MA. Sky, com dois anos de idade e da raça Belga Malinois, tornou-se o único cão certificado da Região Norte do País e agora ampliou sua conquista, tendo um reconhecimento internacional.

As provas

O binômio Raphael Mollo/Sky, nome técnico dados aos inscritos na prova, precisou, primeiro, executar a prova de Nível "V", para então chegar à prova de Nível "A". “A Prova de Nível "V" consiste na busca de uma vítima em área de cinco mil metros quadrados de mata, em que a cadela Sky encontrou a vítima com 90 segundos. O tempo estabelecido era de 10 minutos. Também tivemos que fazer uma prova de Obediência com sete exercícios diferentes, onde obtivemos aprovação com 80 pontos”, conta o sargento.

Com o ingresso na prova seguinte conquistado, a dupla foi, então, para o Nível "A", onde estavam outras três duplas. A tarefa era o resgate de duas vítimas em área de vinte mil metros quadrados de mata, com tempo total de 15 minutos para a resposta. “O resultado final chegou por volta dos 13 minutos”, revela o sargento Raphael Mollo. Igualmente à prova anterior, também havia prova de obediência.

Um total de onze Binômios participou das provas de certificação, sendo sete da prova Nível "B", que se trata de uma prova mais criteriosa, tendo uma vítima a mais, mas com mais tempo para as buscas (30 minutos). Quatro Binômios foram para as certificações de Níveis "V" e "A", sendo dois com aprovação, o Binômio tocantinense e um catarinense. Dos sete que participaram da Nível "B", nenhum obteve a certificação.

“A maior nota foi a do Binômio tocantinense. Estamos muito felizes pelo nosso desempenho”, avaliou Raphael Mollo. “Essa certificação foi um passo muito importante para nossa carreira e nos dá a certeza de que estamos no caminho certo”, completou o sargento, que teve o apoio de mais dois bombeiros militares, sendo os soldados Gusmão e Velasco.

A certificação é dada pela empresa IRO, que certifica cães de busca por todo o mundo, com regras muito criteriosas, o que dificulta bastante as provas.

A equipe já planeja as ações para 2020, com foco nos preparativos para certificação de Busca por Restos Mortais e Rural da Ligabom.

Avanços

O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar e Coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Reginaldo Leandro da Silva, parabenizou a equipe por mais uma conquista. “Essa certificação nos alegra muito. É o sinal de que estamos trilhando o caminho que outros Corpos de Bombeiros Militares estão seguindo, orientando com zelo e as melhores técnicas, os cães de busca e resgate. Ficam nossos parabéns a essa valorosa equipe, que nos enche de orgulho”, disse o coronel Leandro. (Fonte: Ascom/CBMTO)